top of page
  • Foto do escritorDr. med. Lidia Poppe

Residência médica na Alemanha

Atualizado: 8 de mai. de 2023


Parte I Muita gente se anima de vir fazer residência médica aqui na Alemanha quando sabe que “não tem prova”.

Peraí! Não tem prova para entrar no programa de residência médica específico: Isso é fato. A sua vaga como residente é dada através de análise de currículo (conciso, de no máximo 3 páginas, com foto, sem enchimento de lingüiça e tabelado), mas...

Você precisa ter nível B2-C1 de alemão comprovado.

Não. Não adianta vir “falando muito bem inglês e espanhol”. Não dá. Aprenda alemão.

Além disso, em praticamente quase todos os Estados alemães, estão exigindo agora a tal da “Fachsprachprüfung” –ou seja, uma prova que testa se você sabe se comunicar em alemão com colegas alemães. Termos técnicos, passagem de plantão, resumo de alta.

E, além dessa, tem a Prova da Approbation (veja o que é Approbation nesse link https://cms.medica-brasileira-na-alemanha.webnode.com/autorizacao-para-clinicar/approbation/cms.medica-brasileira-na-alemanha.webnode.com/autorizacao-para-clinicar/approbation/), que é, geralmente, englobando Cirurgia, Clínica, e mais duas outras disciplinas, como, por exemplo, Radiologia e Oftalmo.

Então, se você quer vir pra cá para “evitar provas”, melhor repensar. Mas as especialidades são excelentes e vale a pena o esforço! Abraço e boa sorte!!!! Respondendo os leitores



Boa tarde!
Estou no 1º ano de medicina, 2º semestre. Me interesso muito em fazer residência na Alemanha, e estou procurando como faço desde já para fazer um planejamento.Gostaria de saber se pode me informar como faço para proceder, se a minha faculdade influencia, ou as matérias que tenho. que notas preciso ter, entre outros fatores que envolvam essa escolha. Agradeço desde já!



Oi!

Nossa, muito legal você já estar interessada assim tão cedo.

Aqui é sempre importante, qualquer que seja a atividade - doutorado, residência... - que o programa de disciplinas seja descrito com sua nota. Mas a comparação é depois realizada dependendo de onde vc queira ir. Cada Estado alemão tem suas regras nesse sentido. E ele deve ser traduzido por tradutor juramentado ou no consulado alemão.

Nesse ponto, por exemplo, já vi diferentes situações: 1. no meu caso, não precisei "voltar" a cursar nenhuma outra disciplina na universidade (sim, sim.. principalmente em universidades asiáticas isso é um problema: às vezes o médico formado tem que voltar 1 ou 2 semestres para cobrir algumas disciplinas curriculares...), nem precisei fazer prova de reconhecimento de diploma (aqui na Bavaria, ela pode ser requerida 4 anos após início da Residência, para se receber a "Approbation"- ou autorização para clinicar em toda Alemanha - , mas eu não precisei disso e recebi a "Approbation" sem problemas). 2. Outras colegas, também formadas pela Universidade Federal do Ceará, como eu, tiveram que fazer a tal prova em Berlim ou em Nordrhein-Westfalen... Então realmente depende muito da localização e das regras da cidade que você pretende ir.

Sobre notas: o esquema daqui é totalmente diferente do Brasil. Enquanto na Alemanha as notas variam de 1 a 5 e "1" é a melhor, no Brasil variam de 0 a 10, como conhecemos. A maioria das bolsas pedem rendimento acima da média, ou seja, acima de 70%. Traduzindo: se suas notas ficarem acima de 8,0 no Brasil está ótimo, mas se puder ser melhor ainda, melhores ficam suas chances. Afinal, você vai concorrer com alemães, precisa mostrar um pouco mais de "serviço". Lembre-se: aqui não tem prova de residência, antes, análise de currículo.

Importante lembrar que, se você puder ter uma monitoria ou projeto de pesquisa durante a graduação, isso é visto com bons olhos. Mas projetos de extensão, infelizmente, não são tão relevantes assim.

O ideal também seria que, ainda durante a faculdade, você viesse ou com uma bolsa de estudos, por exemplo, do DAAD (Deutscher Akademischer AustauschDienst) ou da CAPES para um estágio ou mesmo parte do Internato em alguma universidade alemã. Assim você já poderia "abrir algumas portas" para uma candidatura no futuro. Se você também for no site da universidade alemã mesmo, lá geralmente oferece cursos para estudantes estrangeiros, a maioria em inglês. Vale a pena dar uma olhadinha.

O mais importante é que você seja fluente no alemão. Isso facilita muito sua vida. Alguns lugares requerem uma prova de alemão para médicos, com nível alto: C1 (ser fluente na língua falada e escrita, só tem um nível acima, o C2). Começando cedo já é um bom caminho!

Espero que tenha ajudado!

Boa sorte.



COMO OBTER UMA VAGA COMO RESIDENTE?

Oi Lídia!
Sou estudante do 10º período de Medicina e desejo fazer Neurocirurgia na Alemanha.Desejo sobretudo sair da faculdade e iniciar em seguida a residência, sem passar pelo doutorado. Já tenho alemão C1 com certificado e cidadania italiana. Pretendo ir para a Alemanha fazer um estágio onde tenho um conhecido, e então pedir a vaga de residência.Como funciona a dinâmica da revalidação? É necessário ter a approbation antes de iniciar a residência? É preciso ter a autorização provisória antes do estágio? O que eu devo fazer primeiro?E para conseguir a vaga de residência, é simplesmente ter feito um estágio, conversar com o chefe do hospital e pronto?É difícil conseguir uma vaga nem Neurocirurgia? Você sabe quais são os melhores lugares para fazer Neurocirurgia lá?Obrigado!

OI!

Seguinte: venha, pergunte pela vaga, traga um currículo pronto. Se eles te derem uma vaga, então com essa carta de aceite do departamento você vai no departamento responsável pela revalidação de diplomas estrangeiros. Aí eles te dão uma lista de documentos necessários, então você leva e recebe uma autorização temporária para clinicar (não é Approbation ainda, pq essa primeira autorização é só regional, a Approbation é nacional). Com isso, vc já pode começar a residência. Sai tudo relativamente rápido, umas 2-6 semanas (dependendo da Bundesland).

Então, de posse dessa autorização, você pergunta pela Approbation. Em alguns Estados, você precisa fazer uma prova de equivalência, mas aqui, na Bavaria, eu não precisei (sou graduada pela Universidade federal do Ceará).

Sim, para conseguir a vaga é direto com o chefe do departamento.

Não, não é difícil vaga para Neurocirurgia, mas também não é fácil. Há excelentes hospitais em toda Alemanha: Berlin, Munique, Frankfurt, mas também cidades menores como Würzburg, Düsseldorf, Münster, Freiburg... Neurocirurgia em geral aqui é muito bom.

Espero que tenha ajudado!

Boa sorte e, precisando, estou à disposição!

Sobre Residência Médica na Alemanha – Parte II Uma mensagem de motivação para vocês!


Muitos colegas, que já estão aqui na labuta pra juntar tudo que precisam (Fachsprachprüfung, Approbation, e inclusive a própria vaga de trabalho!), desanimam porque agora tá quase todo mundo no Brasil escrevendo, ou comemorando que passou na prova de residência médica (ou até já na segunda residência), e isso deixa alguns meio down... "Perdendo tempo aqui aprendendo essa porcaria de alemão" "Nem sei de vai dar certo" "só gastando dinheiro e paciência" - gente, calma.


Evitem se comparar. Vocês saíram da rota normal de carreira do Brasil, então respira fundo.

A hora vai chegar, você vai comemorar, vai ralar, vai dizer "no Brasil seria diferente"...e aí, depois de 10 anos (comemorei agora dia 27.1 :D a dinossaura kkkkkkk) de Alemanha, você vai ver que tudo valeu a pena. Vai sim. Abraço forte!




Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page