top of page
  • Foto do escritorDr. med. Lidia Poppe

Tudo o que você precisa saber sobre revalidação de diploma para médicos brasileiros na Alemanha

Atualizado: 8 de mai. de 2023

A revalidação do diploma médico brasileiro na Alemanha possui vários detalhes a serem observados, tais como autorização para clinicar, Approbation, prova de equivalência.

Neste artigo falarei sobre os tópicos mais relevantes.




Apostila de Haia

Você sabia que a forma de autenticar a documentação para revalidação do diploma mudou?

A mudança ocorreu após o acordo sobre o Estatuto da Conferência de Haia sobre Direito Internacional Privado. Dos quais fazem parte os seguintes países: República Federativa da Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Itália, Japão, Luxemburgo, Noruega, Holanda, Portugal, Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, Suécia e Suíca, todos participantes da Conferência.


Outros países também fazem parte desse acordo, mesmo não sendo membros da Conferência, os quais podem ser pesquisados na pagina: https://www.hcch.net/pt/states

No Brasil o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) é o responsável por coordenar e regulamentar a aplicação da Convenção da Apostila da Haia, que entrou em vigor em agosto de 2016. O tratado, assinado no segundo semestre de 2015 pelo Brasil, tem o objetivo de agilizar e simplificar a legalização de documentos entre os 112 países signatários, permitindo o reconhecimento mútuo de documentos brasileiros no exterior e de documentos estrangeiros no Brasil.

Na prática o que realmente mudou foi a forma de se autenticar a documentação. Antes todos os documentos deveriam ter o carimbo do consulado competende. Com a convenção esse carimbo fica substituído pelos dos órgãos de origem do tal documento, sendo inclusive utilizado papel seguro para o apostilamento proveniente da Casa da Moeda.

Todas as capitais possuem o credenciamento para efetuar o apostilamento, contudo outras cidades também podem pedir o credenciamento a Corregedoria Nacional de Justiça. Para facilitar segue a lista dos órgãos no Brasil que possuem a credencial para tal se encontra nesse link: https://www.cnj.jus.br/poder-judiciario/relacoes-internacionais/convencao-da-apostila-da-haia/cartorios-autorizados

Revalidação de diploma e residência médica


Há praticamente 2 vias principais:


  • Pesquisa:

Com bolsa de Doutorado do Ciências Sem Fronteiras ou DAAD (mas vc se compromete a voltar pro Brasil... só que se você conseguir emprego aqui ninguém te deporta, entendeu?) ou só Doutorado sem bolsa (como eu fiz, durou 6 meses e já entrei no programa de residência). Acho o Doutorado muito importante, pq vc só é doutor se tiver o Doutorado daqui ou equivalente.

  • Emprego direto:

Aí precisa de uma carta do seu futuro empregador em que ele diz que precisa de você. Com essa carta dá entrada no pedido de autorização para clinicar (aqui na Bavaria foi pelo "Regierung von Unterfranken"). Pra isso precisa ter mínimo B2, mas geralmente pra médico eles exigem C1 (eu tinha o C2 quando comecei...) e te confesso que isso é imprescindível. Diria até que C1 é pouco... linguagem médica escrita pros resumos de alta, por exemplo, não é fácil.


Blue Card: pode ser pedido para 6 meses sem emprego, a fim de se procurar uma vaga ou aprender alemão. Se já existe uma chance de emprego concreta e o alemão comprovadamente no nível B2, pelo menos, um visto de trabalho pode ser emitido por até 4 anos.


Além disso, comprovante de 1o. e 2o. grau, resumo de disciplinas da universidade, diploma, tudo traduzido por tradutor juramentado (infelizmente sai caro). Documento de Nada consta da polícia federal e do CREMEC também.


Não tem prova de residência se estiver tudo ok. Mas em outros estados como em Berlim, às vezes você tem que passar por uma prova oral depois de 2 anos (eu não precisei) pra continuar a residência. Derma são 5 anos. A prova de Residência é oral, achei mais fácil que a de Doutorado (se bem que meu tema "difícil" foi linfoma, ambulatório que faço desde 2008, então não foi tão complicado).


Aí você pode depois fazer Alergologia, Proctologia ou Flebologia aliada a Derma. Não me arrependo, é muito bom. Estou feliz aqui, você recebe bem como residente (ca. 3.000 euros por mês) e dá pra viver ok, mas sem grandes luxos. Depois da residência tudo melhora mais ainda

PS: detalhe: tudo que disse é aplicável para a Bavaria...


Detalhes da Fachsprachprüfung (FSP) - Por Fernando Vieira


A FSP é a prova da Ärztekammer para avaliação da linguagem e comunicação do médico estrangeiro com o paciente e colegas de trabalho. Não confundir Fachsprachprüfung com a prova de Approbation - são diferentes.

Os critérios para solicitar a Berufserlaubnis variam de acordo com o estado. Portanto, alguns estados pedem C1 ou B2-C1 Medizin; enquanto outros pedem determinado nível de alemão (p. ex. B2)+ FSP (que só é agendada depois que vc comprovar que tem o nível de língua mínimo requisitado). Um exemplo é a Saxônia (Sachsen), que exige B2 + FSP. Com um detalhe que a FPS deve custar aproximadamente 400-500 Euros (preparem o bolso!). Mas o preço deve variar de acordo com o estado.

Geralmente são 3 examinadores, sendo pelo menos 2 médicos. A prova possui as seguintes etapas:


1) Primeiro você se apresenta.

2) Anamnese com um paciente (20 min).

3) Tempo para que você redija a anamnese (20 min).

4) Apresentar o paciente para o examinador (discutir o caso com o médico que está aplicando a prova).

5) Tradução (5 min) -- Acredito que sejam 10 termos médicos, sendo que 5 você deverá traduzir do latim para o alemão e 5, do alemão para o latim.

Já ouvi relatos que, durante a prova podem acontecer coisas inusitadas. Por exemplo: no tempo que você tem para redigir a anamnese em um lugar tranquilo, uma "enfermeira" pode te ligar pedindo informações aleatórias (coisas simples para ver se você entendeu o que a pessoa disse no telefone). Mas isso só aconteceu em um relato.

Durante a discussão de caso com o colega, ele provavelmente fará perguntas. Dizem que o "conhecimento médico" não está sendo avaliado nessa hora, mas sim a comunicação (vai saber se é verdade... hehehe).




Respondendo Leitores


PROVA DE EQUIVALÊNCIA - GLEICHWERTIGKEITSPRÜFUNG

Você recomenda algum material específico par estudar para o Gleichwertigkeitsprüfung, o teste oral que você fez? Obrigado desde já!

Na verdade, não precisei fazer a Gleichwertigkeitsprüfung.

O meu currículo da UFC foi aceito sem ressalvas tanto no Doutorado, como na Residência e para a Approbation aqui, na Bavaria. Mas tive amigas que precisaram fazer o teste em outros Estados (Berlim, NRW, Lübeck...) - e, não se iluda, essa é a regra. Todas acharam a prova fácil.


Você pode estudar pelo caminho longo, que significa pelos livros "Herold - Innere Medizin" para Clínica Médica (tem App tb), ou "Müller - Chirurgie" para Cirurgia. Novos eles custam cada um ca. 35 euros. Mas são bem detalhados, praticamente sem figuras, e demandam tempo. Outra opção também completa é o ALLEX (olha o link do Amazon: https://www.amazon.de/AllEx-Alles-fürs-Examen-Kompendium/dp/313146951X).


Há versões mais rápidas tipo um "Medcurso" que se chamam MEX Klinik (https://shop.elsevier.de/medizinstudenten/mexklinik-buch/9783437410956/) ou também a linha "Innere Medizin - In Frage und Antwort" (https://shop.elsevier.de/medizinstudenten/innere-medizin-in-frage-und-antwort-buch/9783437415043/) e o "Chirurgie - In Frage und Antwort" (https://www.elsevier.de/plusimweb/bookinfo?content=978-3-437-42564-6), da Editora Elsevier, que são mais resumidos e específicos para provas orais, como a Gleichwertigkeitsprüfung.


Mas, sério, eles procuram principalmente ver se você se comunica bem em alemão, e menos se você é o primeiro lugar da sua turma....


Vantagem é que a Approbation é dada logo depois da prova; diferente do meu caso, que esperei 4 anos pela Approbation automática, sem prova. Com a Approbation você tem a liberdade de se candidatar a qualquer vaga em qualquer lugar da Alemanha, ao passo que, sem ela, fica restrito a uma região de um Estado na Alemanha, porque só detém uma autorização regional.


Ou seja: a prova não é bicho de sete cabeças, e oferece a vantagem da autorização nacional se você for aprovado logo após, sem tempo de espera.




APPROBATION E PROVA ORAL

Ola, Lidia!
Sou médica formada e residência em Medicina de Familia. Meu marido recebeu proposta da empresa para mudar-se para Alemanha (Berlim) e estamos pensando em nos mudar. Gostaria de informação sobre como revalidar meu diploma para futuramente poder clinicar.
Olá, estou morando em Mainz há 4 meses e estudo no Goethe - Institut (atualmente estou no nível B2) . Estou me preparando para C1-Prüfung.
Porém me deparo com alguns problemas agora. Achei o seu site quando fui ler sobre a "Approbation". Afinal, meu diploma de médico no Brasil não é equivalente na Alemanha ? Preciso fazer depois de 2 anos uma prova pra comprovar meus conhecimentos médicos ? Eu li que você não precisou fazê-la e que deu entrada após os 4 anos na Aprobation , mas pode ser assim sempre?

Sobre a revalidação de diploma:

  • Critério básico é nível de alemão B2, mas estão alterando a lei para aumentar o nível para C1 (a maioria dos hospitais já colocam C1 como pré-requisito);

  • Precisa de tradução juramentada do seu diploma de médica, do histórico escolar da faculdade e da descrição do programa de disciplinas (geralmente consegue esses dois últimos documentos na coordenação da faculdade);

  • É necessário ter uma proposta de trabalho concreta: ou uma carta de aceitação para doutorado, ou carta do chefe do departamento, em que uma vaga num programa de residência é descrita, ou algo semelhante;

Esses são os documentos básicos. Em cada departamento eles te dão uma lista com outros documentos que são pedidos, como seguro saúde, alguns diploma de conclusão de segundo grau, entre outros.

  • Na maioria dos Estados alemães, precisa fazer uma prova oral depois de 18-24 meses de trabalho com clínica, cirurgia, e outras duas matérias (medicina social, radioterapia, ou outras). A prova é simples, não tem nota: é só "aprovado" ou "reprovado". Na Bavaria geralmente não pedem essa prova (ainda). Em Berlim, sim.

  • E quando você se cadastra pra fazer a Gleichwertigkeitsprüfung eles te dão uma lista dos livros pra estudar.

Sobre residência médica:

  • A especialidade terminada no Brasil não é reconhecida aqui.

  • Para Medicina da Família dura 4-5 anos, e tem excelentes subsídios do Governo.

  • Não há prova de residência, antes, análise de currículo e entrevista. Por isso já ajuda bastante se tiver feito estágio no departamento desejado e já conhecer alguém de dentro.


Li algumas informações sobre a Approbation mas não entedi bem como funciona ou melhor qual é o caminho para obte-la.

Quanto à autorização para clinicar:

  • Você pode receber inicialmente uma autorização extraordinária para clinicar, restrita a uma região de um Estado alemão, que pode ser renovada até, no máximo, 7 anos;

  • Ou vc pede a Approbation: uma autorização a nível nacional para clinicar

Fluência em Alemão e validação de documentos

Olá Lídia, tudo bem?
Estou escrevendo para te perguntar algumas coisas que não ficaram claras pra mim depois de ter algumas coisas no blog. Na verdade, são informações que eu irei passar para a minha cunhada, pois ela é a interessada!! Bem, ela é médica, Ginecologista e obstetra aqui no Brasil, formada já faz alguns anos (acho que começo dos anos 2000) e quer ir morar na Alemanha. Possui cidadania alemã e alemão fluente, mas nenhum certificado oficial (creio eu). Pelo que eu entendi, tem que traduzir o diploma e o histórico da faculdade para a revalidação.Daí por diante é que eu não sei mais. Depois disso, aonde deve-se dar entrada? Muito obrigado!

Oi!

Legal você estar ajudando sua cunhada!

Seguinte, se ela já sabe alemão fluente isso já é meio caminho andado.

De qualquer forma, vou listar os "próximos passos":

  • Fazer um teste de Proficiência em alemão (TELC, TestDaf, Goethe, por exemplo, para confirmar o nível C1 ou C2);

  • Dar entrada no Blue Card (para visto de trabalho) ela não precisa, já que ela tem cidadania alemã...

  • Lembre-se de que a residência médica realizada no Brasil provavelmente não será reconhecida aqui; ou seja, ela precisaria repetir. Isso duraria entre 5 e 6 anos para Gineco-Obstetrícia. Não tem prova, antes, análise de currículo (duas ou três páginas, no máximo! Tabelar) e entrevista. Se ela já tem tanta experiência assim, pode ser uma boa candidata.

  • Escolha para onde quer ir (qual cidade? qual hospital? ou prefere consultório?) e mande a papelada. Sempre sugiro que a pessoa faça um estágio como ouvinte no local que deseja ir, já que sendo conhecido aumentam as chances de ser selecionado. Esse estágio "sem compromisso" pode ser agendado por email (olha no site do hospital o email da secretária do chefe).

  • Em posse do contrato, você pode dar entrada na autorização regional para clinicar (Sondererlaubnis nach Paragraph 10 der BÄO).

  • Depois de 18-24 meses em quase todos os Estados alemães, com exceção da Bavaria, precisa fazer um prova de equivalência (Gleichwertigkeitsprüfung), que consta de Cirurgia, Clínica e outras matérias menores. Não é tão difícil, é mais para cortar os "sem noção".

  • Passando, ela recebe a "Approbation", uma autorização nacional para clinicar como médica.

  • Ela também pode começar pelo Doutorado, se quiser. Aqui no blog tem artigos explicando na categoria Doutorados na Alemanha

Faculdades com sistema de módulos e traduções


Estou no quarto ano de Medicina, e gostaria de tirar algumas dúvidas- às quais não encontrei resposta na internet- contigo.
1. Eu pesquisei sobre o processo de residência médica na Alemanha, e encontrei alguns sites de companhias que assessoram na busca pelo emprego e no processo de revalidação e residência médica nas clínicas na Alemanha, uma delas foi essa: https://www.pigas.org/medical-specialization/ Você conhece ou sabe dizer se é confiável?
2. A minha faculdade funciona pelo sistema de módulos. Ou seja, no currículo, ao invés de, por exemplo, ''Dermatologia'' ou ''Pediatria'', as disciplinas são ''assistência à saúde do adulto 1'' (que engloba Dermato e outras) ou ''assistência à criança'' (que engloba as disciplinas de Pediatria, Cirurgia pediátrica). Você acha que isso dificultaria no reconhecimento do meu histórico escolar na Alemanha?
3. Você recomenda algum material específico par estudar para o Gleichwertigkeitsprüfung, o teste oral que você fez?
4. Eu estive lendo alguns fóruns na internet, e alguns estudantes de medicina alemães sugeriram ao pessoal não ir para a região de Leipzig ou na região Leste (com exceção de Berlim), porque ocorreriam ataques a imigrantes nessas regiões. Você sabe dizer se isso é verdade ou qual a região mais tranquila no país para imigrantes?
Desculpe a quantidade de perguntas, mas é que realmente as informações sobre o processo na Alemanha são bem escassas na internet, mesmo em sites internacionais. Tenho interesse na área de Anestesiologia.
Obrigado desde já!

Sobre suas dúvidas:


1. Confesso que ainda não tinha ouvido falar especificamente desse serviço de consultoria que você citou, não utilizei nenhum deles e não conheço ninguém que tenha usado (na Dermato há muitos poucos estrangeiros...), então fica difícil dizer ou garantir que eles sejam de confiança. O site deles pareceu legal, bem estruturado e as informações gerais estão corretas, mas a gente sabe que isso não é garantia de nada. Por que vc não fala com eles por telefone, ou por email e pede mais informações gratuitamente? Também listei outros sites de consultoria no blog, mas eles estão quase todos em alemão...

2. Pode ser que dificulte sim. Peça para, se possível, listarem em parênteses as disciplinas envolvidas, porque os alemães não terão a mínima noção do que significa "ärztliche Konsultation des erwachsenen Patienten 1" (tradução direta de "assistência à saúde do adulto 1"), e, consequentemente, vc pode ficar em desvantagem por isso. Se vc colocar as disciplinas estudadas facilitaria bastante a compreensão.

3. Na verdade, não precisei fazer a Gleichwertigkeitsprüfung.

(Explico mais nos tópicos acima)

Mas, sério, eles procuram principalmente ver se você se comunica bem em alemão, e menos se vc é o primeiro lugar da sua turma....


Vantagem é que a Approbation é dada logo depois da prova; diferente do meu caso, que esperei 4 anos pela Approbation automática, sem prova. Com a Approbation você tem a liberdade de se candidatar a qualquer vaga em qualquer lugar da Alemanha, ao passo que, sem ela, você fica restrito a uma região de um Estado na Alemanha, porque só detém uma autorização regional.


Ou seja: a prova não é bicho de sete cabeças, e oferece a vantagem da autorização nacional se você for aprovado logo após, sem tempo de espera.

4. Infelizmente é verdade - nos Estados que eram da antiga Alemanha Oriental há um movimento de Direita Extremista que possui similaridades com o Nacional-Socialismo. Também por isso há uma certa antipatia com a entrada de médicos estrangeiros nesse lugares onde, paradoxalmente, mais necessitam de médicos. Berlim, no entanto, é bem aberta a estrangeiros, assim como as demais regiões outrora pertencentes à Alemanha Ocidental.

Sobre Anestesiologia: as chances são excelentes. É um serviço de alta rotatividade, boas opções de emprego e que tem ótima aceitação de médicos estrangeiros. São no total 5-6 anos de Residência Médica.

Consultoria e traduções


Queremos saber se você indica algum serviço de consultoria pra agilizar todo esse processo, desde tradução juramentada, carta da vaga da residência médica, curso de aperfeiçoamento em alemão médico, até moradia.

Sobre seus questionamentos:

  • Sim, eu ofereço consultoria de tradução e adaptação de currículo e busca por estágios na Alemanha. Preparei uma lista de outras consultorias para vocês. Lembrando que não usei nenhum desses serviços e a "propaganda" é gratuita, não sou patrocinada, por outro lado não posso garantir que o serviço seja a contento.


Olha a lista:


Agências de consultoria para médicos estrangeiros na Alemanha:


  • Sobre a tradução juramentada: você teoricamente já pode traduzir Diploma Médico, Programa de Disciplinas, Nada Consta do Conselho Regional de Medicina e da Polícia Federal em qualquer consulado da Alemanha no Brasil. Quando já na Alemanha, você também pode enviar seus documentos para tradutores juramentados. Junte um dinheirinho para essas burocracias, elas têm seu preço. Também preparei uma lista deles pra você:

Tradutor Juramentado na Alemanha:

  • Curso de aperfeiçoamento em alemão para médicos há vários - online e na Alemanha mesmo. Eu, pessoalmente, sugiro fazer um curso quando por aqui, porque a pessoa se concentra melhor e o nível de aprendizado também é mais alto, mas os cursos online também ajudam e são mais em conta. A prova, às vezes pedida para médicos estrangeiros chama-se TELC. Abaixo uma lista de cursos preparatórios para a prova e cursos gerais de alemão para médicos.

Treinamento em comunicação para médicos do Instituto Goethe (site em português com preços listados, várias alternativas de cidades):

Cursos online para médicos inclusive treinamento online para a prova TELC:

Teste e cursos de alemão para médicos online:

  • A carta para se candidatar para Residência Médica deve ser, preferencialmente, preparada dependendo do serviço para o qual você pretende se candidatar - qual Universidade ou Consultório, Hospital, qual o Departamento, qual o ponto forte... Cartas que são "copiar/colar" bem gerais não são bem-vistas.

  • Para moradia depende muito, muito mesmo, da cidade onde você pretende morar, porque geralmente grandes cidades oferecem excelentes sites para procura de imóveis, mas cidades menores não tem jeito, tem que vir pessoalmente ver o imóvel. Diferenca de preços são enormes, Munique e Hamburgo são as cidades mais caras, definitivamente.

Espero que possa ter ajudado.

Boa sorte!





Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page