top of page
  • Foto do escritorDr. med. Lidia Poppe

Doutorado médico em outros países

Atualizado: 8 de mai. de 2023

E se você, depois de checar os temas, decidir que a Alemanha não será seu destino para doutorado médico, mas você está decidido a sair do Brasil, que tal checar outras vias? Olha nos tópicos, quem sabe não está aí uma saída?


Doutorado médico na Alemanha, Suíça ou Espanha?


Sou médico brasileiro pensando em ir para Alemanha, para fazer uma especialidade cirúrgica, Estou reconhecendo titular na Espanha antes para ver se tem alguma vantagem, pretendo morar na Bavária, é muito difícil que te aceitem em uma vaga? Na verdade quero ir para Europa pelos mesmos motivos que você, segurança e qualidade de vida apesar dos salarios mais baixos, fazer um Facharzt na Alemanha também facilita por exemplo trabalhar na Suíça posteriormente o que é meu foco. Terminei ensino médio em Genebra já falo um pouco de alemão.

Oi!

Sobre o seu caso: tendo seu título reconhecido na Espanha há uma chance de que ele seja quase "automaticamente" aceito na Alemanha.

Mesmo assim é importante que já se tenha uma vaga concreta para trabalho – faz diferença se já fez residência completa na Espanha, ou se vai começar uma.

As especialidades cirúrgicas, com exceção de Urologia, Otorrino e Plástica, mais concorridas, são bastante abertas a estrangeiros. Na Bavaria, onde também estou, há Hospitais Universitários e outros centros que oferecem vagas de especialização.

É... trabalhar na Suíca como residente é complicado, já que a concorrência é grande (a não ser em Clínica Médica, sei que nela são oferecidas várias vagas) e são poucas as vagas. Mas com o Facharzt da Alemanha existe o reconhecimento automático, e existem até agências que organizam para os especialistas alemães irem para Suíça trabalhar no hospital ou em consultório.

Ter tido essa experiência na Europa com certeza ampliou seus horizontes.

Acredito que fazer um estágio como ouvinte já ajuda muito para ver se é a sua mesmo.

Se precisar de ajuda, estamos aí!

Boa sorte!


Doutorado médico na Austrália ou Inglaterra?


Você sabe como funciona o processo de residência médica no Reino Unido, principalmente Inglaterra, ou na Austrália?

Tenho algumas informações sim, mas não tao profundas quanto na Alemanha, já que moro aqui há mais tempo e estou bem inserida no contexto médico.

Austrália tem um programa para médicos estrangeiros muito bem estruturado. Vc precisa passar numa prova de língua inglesa chamada IELTS e ficar com nota acima de 7,0 em todos os quesitos (não é a média que conta, e sim ter 7,0 em tudo, pelo menos), envia sua papelada com diploma, programa de disciplinas (tudo com tradução juramentada, obviamente), e duas cartas de alguém do seu programa de residência, caso já iniciado no Brasil, ou do Internato (eu enviei do Internato, uma de um professor do Brasil e outra de um professor na Alemanha, já que fiz a maior parte do Internato fora).


Você entra geralmente como "Resident Medical Officer" (RMO) e roda pela emergência, cirurgia, clínica. Depois vc faz uma prova e pode entrar num programa de residência médica. O visto dado inicialmente é de turista com autorização para trabalhar, depois que vc recebe o contrato do hospital ele é prolongado. A cada 3 meses é feita uma reavaliação do residente. Se eles não estiverem satisfeitos, vc dança rapidinho.


Como o volume de estrangeiros é imenso, eles têm que filtrar de alguma forma. Salário a cada 2 semanas, bem pago, geralmente sem horas extras. Excelente sistema de saúde e qualidade de vida, apesar de geograficamente longe de todo o resto do mundo. Só saí de Perth pq recebi proposta irrecusável de Doutorado em Dermatohistopatologia na Alemanha, senão teria ficado. Se vc fez residência na Alemanha, ela é reconhecida na Austrália.

Tenho uma grande amiga aqui da Alemanha que foi fazer o primeiro ano de residência dela na Inglaterra... soube que eles "fecharam" um pouco mais o cerco com médicos estrangeiros, era antes o segundo destino para os alemães médicos, depois da Suíca. Outros países que oferecem 6 meses de curso de língua intensiva para médicos são Suécia e Noruega.

Sobre a Inglaterra: lá vc entra primeiro num sistema que "roda" dois anos em várias especialidades, e sai como General practitioner - GP. Se quiser uma especialidade extra, tem que entrar nos programas específicos, que são bem concorridos (olha os links abaixo). Tem muita coisa em alemão, pq as especialidades alemãs são reconhecidas lá, entao há uma certa evasão...salário pelo que vi é semelhante ao da Alemanha, mas a hierarquia é bem mais horizontalizada (na Alemanha, às vezes vc se sente sob regime militar rs) e eles bem mais abertos a estrangeiros.


Eis os links:

Boa sorte e espero que tenha ajudado.




Doutorado médico na Itália?


Olá! Bom dia!
Sou colega médico cirurgiao plástico no Brasil. Como vc sabe a nossa situacao aqui é de guerra civil. Estou desesperado para mudar.Tenho um patrimônio e prefiro abdicar da carreira aqui para mudar... Gostaria de saber como esta a vida aí? Se o preconceito é pesado e como eh a revalidação de especialidade na Alemanha? Queria saber isso tudo, pois estou em dúvida entre a Itália (tenho passaporte e fluencia na lingua, mas sei que como médico nao se ganha muito bem) e a Baviera (nível A2 de alemao, mas posso estudar e em um ano prestar o exame de língua) mas antes de me aprofundar no alemao gostaria de ter mais informações e sua ajuda seria fundamental.

Na verdade, a vida aqui anda muito bem, obrigada. Trabalho só pela manha, sem plantões, 4 vezes por semana no consultório de Dermatologia e Medicina Estética que tenho junto com meu marido, também dermato, em Bad Kissingen e uma vez por semana no setor de Alergologia do Hospital Universitário de Würzburg.

Não sinto preconceito aqui, pelo contrário, me sinto muito bem-vinda. Brasil é uma terra "simpática" para os alemães.

Sobre revalidação da especialidade: atualmente, as especialidades realizadas no Brasil não são reconhecidas aqui. Ou seja: teoricamente, teria que "repetir" a residência na Alemanha. Cirurgia Plástica são 6 anos, mercado anda muito bom e você tem a vantagem de poder fazer parte da residência em consultório.

Tenho amigos na Itália que me disseram que a situação não está muito boa para médicos estrangeiros...mas são rumores, não tenho conhecimento de causa. Na Alemanha pedem nível C1. Além da fluência na língua, diploma médico, resumo de disciplinas e histórico traduzido são documentos necessários para a autorização para clinicar (além de outros, dependendo do Estado).

As férias aqui são divididas: no máximo, três semanas seguidas, no total 30 dias úteis (no fim 6 semanas). Não tem muito luxo como residente, mas uma vida tranquila. Depois você ganha beeeeeem melhor :) Não precisa fazer prova de residência: basta enviar currículo e então esperar ser convidado para entrevista.

Você conhece alguém da área por aqui? isso também já ajuda bastante.

Espero que tenha ajudado,

Abraço!





Comments


bottom of page